Resultados 1 a 1 de 1
Like Tree1Gostos
  • 1 Escrito por Chavaleco

Tópico: Factos da vida sobre carros

  1. #1
    Senior Member Average 2
    Data de Inscrição
    Sep 2017
    Mensagens
    271

    Padrão Factos da vida sobre carros

    Discutam ou acrescentem!

    Se pensarmos que um carro é projectado de fábrica para aguentar altos regimes às mais variadas temperaturas então se abdicarmos dessa possibilidade que muito dificilmente terá de acontecer podemos reprogramar o carro mantendo uma boa fiabilidade.

    A altura dos carros é projectada para funcionar das melhores às piores estradas então podemos rebaixar o carro sem problema se não frequentarmos más estradas, se o rebaixamento não for abusado o mais certo é nunca termos problemas embora eu não defenda de todo os rebaixamentos em Portugal.

    Jante 18 só em carros com 200 e muitos cavalos para cima, um alfa 156 gta de 250cv tinha jante 17 e era bom mesmo assim.

    Há peças que não vêem de origem na maioria dos carros não por não serem boas mas por questão de custo ou prioridade da marca, como barras anti-aproximação ou cabos de travão em malha de aço.

    O diesel emite menos co2 mas emite mais em tudo o resto sendo que o co2 é o menos perigoso para o ser humano (sim eu sei que provoca o aquecimento global mas lê o que vem a seguir a fechar este parenteses) e o de mais fácil tratamento (aposta nos espaços verdes).

    Os carros eléctricos poluem mais que os normais devido ao processo de fabrico e reciclagem das baterias.

    O máximo tirado dum motor a diesel são 133cv/l (bmw 3.0 diesel 400cv quadriturbo) enquanto dum motor a gasolina são 190cv/l (mercedes a45 amg 2.0 380cv).

    É muito mais ético e proveitoso modificar um carro a gasolina, idealmente a gpl, que a diesel, mais ético porque a maioria dos dieseis muito modificados são muito fumarentos a não ser quando se faz as coisas bem como já vi mas apenas vi um caso do género em Portugal uma vez: um golf iv tdi biturbo (sem falar da potência que se extraia dum carro a gasolina nas mesmas condições), e mais proveitoso porque os carros a gasolina não têm uma rotação limite como o diesel tem as 5000 e poucas, o máximo tirado dum motor a diesel são 133cv/l (bmw 3.0 diesel 400cv quadriturbo) enquanto dum motor a gasolina são 190cv/l (mercedes a45 amg 2.0 380cv) e nos carros usados com o mesmo dinheiro compram-se carros a gasolina muito mais potentes que diesel, por exemplo os bmw 535d de 270cv mais baratos andam pelos 15 000 euros e com esse dinheiro já se compram mercedes c32 amg de 355cv, com 20 000 compram-se bmw m5 e39 de 400cv e com 35 000 compram-se bmw m5 e60 de 500cv, dentro destes preços não há nada igual a diesel, e potência não é tudo, interessa também o prazer de condução onde de igual para igual um carro a gasolina é sempre superior.

    O mito do binário: um bmw 335i e90 com 306cv e 400nm é sempre mais rápido que um bmw 335d e90 com 286cv e uns imensos 580nm. A rapidez dos diesel a baixa rotação estava nos turbos quando os motores a gasolina não os usavam. Há casos em que motores parecidos a diesel são mais rápidos que a gasolina mas nada comparado com o muito maior binário que apresentam por isso eu acredito que nesses casos a diferença sejam os escalonamentos das caixas de velocidades.

    Se o ambiente fosse realmente uma preocupação não era permitido retirar fap's e egr's.

    Se o ambiente fosse realmente uma preocupação existiam restrições à compra de carros novos para incentivar a compra de carros usados, como um tecto máximo à produção de carros novos.

    Se o ambiente fosse realmente uma preocupação era o gpl, ou no máximo a gasolina, que teriam vingado no lugar do diesel, o diesel emite menos co2 mas emite mais em tudo o resto sendo que o co2 é o menos perigoso para o ser humano (sim eu sei que provoca o aquecimento global mas lê o que vem a seguir a fechar este parenteses) e de mais fácil tratamento (aposta nos espaços verdes).

    Se o ambiente fosse realmente uma preocupação as marcas não deixavam de garantir peças ao fim de 8 anos, para incentivarem as pessoas a manterem os seus carros o mais possivel, dentro do que o bom senso permite, e vendiam-nas a preços decentes, porque nem toda a gente conhece o potencial da internet e as marcas aproveitam-se desse desconhecimento.

    Se o ambiente fosse realmente uma preocupação só era permitido, salvo excepções bem fundamentadas, trocar de carro comprado novo ao fim de muito tempo, por exemplo 15 anos ou 250 000km.

    Se o ambiente fosse realmente uma preocupação a probição de entrada de carros na baixa de lisboa não era por data de matricula mas sim por emissões que não fossem o co2 porque esse é o poluente menos perigoso para o ser humano (sim eu sei que provoca o aquecimento global mas lê o que vem a seguir a fechar este parenteses) e de mais fácil tratamento (aposta nos espaços verdes).

    As marcas incentivam os clientes a comprarem carros a diesel porque sabem que eles se vão fartar mais depressa.

    A melhor imagem dos carros alemães comparado com os outros vem dos carros grandes e potentes que fazem desde sempre.

    A melhor imagem dos carros alemães é irracional se pensarmos nos problemas de fiabilidade que eles já tiveram: mercedes que se auto-incendeiam, bmw que partem correntes precocemente, motores 1.4 TSI do grupo volkswagen que consomem óleo abundantemente...

    Se a segurança fosse realmente uma preocupação as inspecções automóveis não mediam apenas a diferença de desgaste dos amortecedores entre eixos, mediam também o seu desgaste individual.

    Se a segurança fosse realmente uma preocupação certos pneus mais rascas não podiam estar à venda.

    Se a segurança fosse realmente uma preocupação as motas eram proibidas.

    Se a segurança fosse realmente uma preocupação os carros com menos de 4 estrelas euroncap eram proibidos assim que se provasse que a pessoa tinha dinheiro para melhor, com menos de 2000 euros já se compra por exemplo um opel astra g com as ditas 4 estrelas euroncap (sim eu pretendo comprar um alfa 33 1.7 16v e um honda civic eg9 vti que são carros que têm para ai 2 estrelas euroncap mas eu sou um apaixonado por automóveis e a lei devia-me impedir de cometer certos erros de que me posso vir mais tarde a arrepender).

    Quem está por fora do assunto pensa que não compensa o diesel para quem faz poucos quilómetros mas tal não é verdade pelo menos em carros novos porque as marcas fazem descontos ao ponto deles ficarem quase ao preço dum carro a gasolina equivalente (sim eu ataco o diesel noutros pontos deste texto mas as verdades são para se dizer, sejam boas ou más).

    O 1.3 boxer do alfa 33 é provavelmente o motor de baixa cilindrada com o som mais delicioso (o meu pai teve um e achei impressionante o som que um mero 1.3 pode ter).

    Um motor redondo é o melhor para o dia a dia e um motor rotativo o melhor para diversão, eu tinha de bom agrado um bmw 328i de 245cv para o dia a dia e um honda s2000 de 240cv para me divertir, comparando motores o mais parecidos possivel.

    Uma caixa automática é o melhor para o dia a dia e uma caixa sequencial o melhor para diversão sendo que a acho até melhor que uma caixa manual para conduzir rápido pois não se tiram as mãos do volante.

    O segmento C, no máximo D, são os que melhor combinam as vantagens dos carros mais pequenos e maiores e melhor minimiza os defeitos duns e doutros.

    A maioria das pessoas não sabe comprar um carro usado minimizado tanto quanto possivel a probabilidade de ser enganada nem se preocupa em se informar de formas de o fazer.

    Uma pessoa que queira um pais mais próspero evita ao máximo comprar carros novos para poupar nos défices comerciais (relação entre o que o pais exporta e importa e tem quase sempre importado mais que o que exporta o que gera endividamento e estagnação da economia).

    A importação de automóveis devia ser gratuita ou quase para obrigar os carros nacionais a baixarem de preço e desincentivar a compra de carros novos pela sua maior desvalorização, para se poupar nos défices comerciais (relação entre o que o pais exporta e importa e tem quase sempre importado mais que o que exporta o que gera endividamento e estagnação da economia). Se isto acontecesse a importação fácil de automóveis ia ser pouco ou nada usada desde que o preço dos carros nacionais acompanhasse o menor preço dos carros estrangeiros.

    Outro: se a economia fosse realmente uma preocupação as marcas teriam apostado nos menores custos de desenvolvimento dos motores a gasolina e teriamos carros mais baratos pois qualquer 2.0 a gasolina do tempo da maria caxuxa tinha 150 cavalos enquanto os primeiros diesel andavam pelos 70 cavalos.
    Última edição por Chavaleco; 05-09-2017 às 19:54.
    germani gosta disto.

Tópicos Similares

  1. Dúvida sobre modificação de carros
    Por Marceloqa no fórum Geral Tuning
    Respostas: 14
    Última Resp.: 02-07-2015, 13:02
  2. 10 Factos sobre o Nissan Esflow
    Por tuningonline no fórum Geral Automóveis
    Respostas: 0
    Última Resp.: 20-02-2011, 07:00
  3. Ajuda sobre miniaturas de carros
    Por carlinhos10 no fórum Geral Tuning
    Respostas: 0
    Última Resp.: 12-08-2009, 18:18
  4. Os carros mais carros do Mundo - Aston Martin One-77 $2.3 milhões
    Por miguel007 no fórum Geral Automóveis
    Respostas: 4
    Última Resp.: 27-04-2009, 14:33
  5. Nova lei sobre pelÃ*culas nos carros
    Por tuningonline no fórum Novidades do mundo do tuning
    Respostas: 0
    Última Resp.: 07-01-2008, 02:50

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •